Temporadas

Sob inúmeras formas - aguda, violenta, surda, dilacerante, tenaz - a dor deteriora o corpo e abruma o espírito. Abunda na vida do pobre e arruína a do rico. Faz chorar a criança, mutila o corpo do jovem, marca o rosto do adulto e curva as costas do idoso. Do berço à tumba, o sofrimento é o nosso implacável verdugo. Trabalho e prazer, dependência e liberdade, virtude e vício, amor e ódio, tudo pode fazer-nos sofrer. A dor faz parte da nossa condição humana. Esta Série propôe-se servir como ajuda para enfrentar a dor com dignidade e realismo, evocando alguns dos aspetos mais práticos das suas facetas psicológica, social, assistencial, filosófica e espiritual. Para isso, depois de uma tomada de consciência sobre a complexidade do assunto, apresenta um conjunto de reflexões encaminhadas a entender o porquê último da dor e enfrentá-la com sentido. Além disso, oferece recursos simples para encarar o sofrimento próprio com serenidade e o dos outros com solidariedade e tato.