Força Para Viver Espiritualidade

A vida, na verdade, não é fácil. A família, o trabalho, o futuro e até as coisas mais simples e bonitas da vida, perdem a sua cor e alegria quando nos faltam as forças para lutar e vencer. Através desta viagem pela Bíblia, em 29 lições, será conduzido, através de citações e questões, a respostas sobre a fiabilidade da Palavra, a natureza de Deus, o que acontece após a morte e o plano da salvação. Tenha uma vida com sentido e encontre força para viver!

Lições

Um Encontro Com o Destino: O Juízo

O Incomparável amor de Deus é revelado no Juízo.

Descobrimos uma verdade espantosa: Estamos a viver na hora (tempo) do Juízo. A Bíblia refere-se ao Juízo mais de 1000 vezes. Em 1844 o relógio do tempo profético de Deus bateu a sua hora. O mensageiro angélico de Apocalipse anunciou: ?a hora do seu [de Deus] juízo chegou? (Apocalipse 14:7). No Juízo, Cristo é revelado como totalmente justo e amoroso na Sua maneira de lidar com o problema do pecado. Cada caso é decidido para a vida ou para a morte. O Universo inteiro reconhece que Deus fez tudo o que era possível para salvar cada pessoa.

No Juízo, o coração de Deus, pleno de infinito amor, pergunta: ?Haveria alguma coisa mais que eu pudesse ter feito?? Não, não há mais nada. O amor fez tudo o que podia. Todo o Universo canta num só acorde: ?Digno é o Cordeiro que foi morto, de receber o poder, e riqueza, e sabedoria, e força, e honra, e glória e acções de graças? (Apocalipse 5:12). O incomparável amor de Deus é revelado no Juízo. Todo o Céu pára para analisar as escolhas que cada indivíduo fez à luz do incrível desejo de Deus de o salvar. A lição de hoje mostra-nos a importância vital das nossas escolhas e decisões no século XXI.

Textos Bíblicos para Estudo

Daniel 7:9-10 II Coríntios 5:10 Romanos 14:12 Apocalipse 20:12 Filipenses 4:3 Apocalipse 3:5 Malaquias 3:16 Jeremias 2:22 Mateus 12:36-37 Eclesiastes 12:13-14 I Coríntios 4:5 Salmos 87:5-6 João 9:41 Lucas 12:47-48 João 5:22 I João 2:1 Zacarias 3:1-2 Zacarias 3:3-4 Tiago 2:12

Complemento ao Estudo

  • Quando aceitamos Jesus, passamos da morte espiritual para a vida espiritual. Sem Cristo, permanecemos mortos no pecado. Dado que ?o salário do pecado é a morte? (Romanos 6:23), não temos qualquer possibilidade de viver eternamente sem Cristo. Quando vamos a Jesus, recebemos d?Ele o dom da vida eterna e os nossos nomes são colocados no Livro da Vida.

  • Deus possui um registo fiel dos nossos caracteres. Os Seus livros de registo revelam o que nós realmente somos. Não existem fingimentos ou qualquer ?faz de conta? com Deus.

  • Os 2300 dias proféticos de Daniel 8:14 equivalem a 2300 anos literais. A expressão ?e o santuário será purificado? refere-se ao começo do Juízo no ano de 1844.

  • Jesus é, simultaneamente, o nosso Advogado e o nosso Juiz. Ele está do nosso lado no Juízo. Jesus anseia que sejamos salvos, por isso, no Juízo, Ele está a nosso favor, não contra nós. Ele criou-nos e redimiu-nos e agora vive para interceder por nós. Hebreus 7:25 diz: ?Portanto, pode também salvar, perfeitamente, os que por ele se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por eles.?

  • Quando entregamos a nossa vida a Cristo, Satanás condena-nos. Ele acusa-nos de todos os pecados que já cometemos. Jesus levanta-Se em nosso favor, repreendendo Satanás. O nosso Salvador retira os nossos vestidos sujos de pecado e veste-nos com os vestidos da Sua própria justiça.

  • Não somos salvos pela Lei de Deus. Somos salvos pela Sua graça. No Juízo, Deus não avalia as nossas ?boas acções? em comparação com as nossas ?más acções?. Somos aceites com base na justiça de Cristo, não na nossa. Quando Cristo nos aceita, conduz-nos à obediência. A obediência é a evidência de uma vida transformada. A obediência é a demonstração de que a nossa fé é genuína. A pergunta básica colocada no Juízo é: ?Aceitou esta pessoa a graça salvadora de Cristo? É esta aceitação evidenciada por uma mudança na sua relação com a Lei? É a sua atitude uma atitude de obediência ou de rebelião?? Aqueles que são salvos pela graça podem dizer com o Salmista: ?Deleito-me em fazer a tua vontade, ó Deus meu; sim, a tua lei está dentro do meu coração? (Salmo 40:8). Eles próprios sentem-se feridos quando ferem Jesus ao desobedecerem à Sua Lei. No mais profundo do seu coração, escolheram o caminho da obediência, não o caminho da rebelião. Jesus e a Sua Lei são inseparáveis. Desobedecer voluntariamente à Lei é feri-l?O. Não diremos nós no nosso coração: ?Senhor, eu amo-Te. Cobre os meus pecados com a Tua Justiça. Perdoa a minha rebelião. Retira de mim o desejo de desobedecer. Hoje, decido ser Teu filho obediente!??

O Meu Compromisso Pessoal

Amando Jesus de todo o meu coração, decido obedecer-Lhe agora e sempre.