A Fé de Jesus Espiritualidade

A sociedade contemporânea apresenta-nos hoje inúmeros desafios. O maior talvez seja a ideia de que é possível viver sem Deus. Embora nos pareça que muitas pessoas rejeitaram definitivamente Deus, reconhecemos igualmente que uma boa parte se sente perdida, à procura de algo novo, mais elevado e nobre, que consiga dar um sentido e um rumo certo à sua vida. No meio das complexidades, tragédias, alegrias e tristezas, ecoa por todo o lado um mesmo clamor ansioso: quero ser feliz, quero realizar-me, quero viver uma vida com sentido! O famoso psicoterapeuta austríaco de origem judaica Viktor Frankl, caracterizava este anseio interior como um vazio ou a Presença ignorada de Deus, que o homem teima em não reconhecer. Não podemos viver sem Deus. Necessitamos urgentemente do Seu amor, do Seu perdão e da Sua misericórdia. Este manual, ?A Fé de Jesus?, é um importante instrumento de trabalho. Com ele podemos descobrir os eternos desígnios de Deus e o maravilhoso Plano da Salvação que Ele, tão ternamente, nos quer revelar. Através de 20 Lições, este guia de estudo apresenta uma visão cristocêntrica da mensagem bíblica e do apelo a todo o ser humano para seguir Jesus. Saiamos da nossa rotina, dos nossos problemas e frustrações e aprendamos a conviver com esse Deus maravilhoso que nos oferece, HOJE, uma paz e uma plenitude de vida que nada nem ninguém conseguiu alguma vez oferecer. Jesus disse: ?Eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.? João 10:10.

Lições

O que a Bíblia ensina acerca do Juízo

Textos Bíblicos para Estudo

Eclesiastes12:14 II Coríntios 5:10 João 5:22 Apocalipse 20:12 Mateus 18:10 I João 2:1 Tiago 2:12 Mateus 25:31-46

Complemento ao Estudo

  • Haverá um julgamento. Deus estabeleceu um dia para julgar (Atos 17:31). Até mesmo as coisas mais ocultas serão julgadas (Romanos 2:16).

  • Todos comparecerão perante o Juiz. Todos estarão perante o tribunal de Cristo (Romanos 14:10). Os anjos maus também serão julgados (Judas 6). Cada um responderá pelas suas acções (Mateus 12:36; Romanos 14:12; Eclesiastes 11:9). O juízo começará pela casa de Deus (I Pedro 4:17). Serão julgados os justos e os ímpios (Eclesiastes 3:17). É impossível enganar Deus (Gálatas 6:7).

  • Os registos. O juízo é feito com a ajuda dos registos que há no Céu (Apocalipse 20:12). Existem vários livros: 1. Da vida (Apocalipse 20:12). 2. Da memória (Malaquias 3:16). 3. Dos pecados (Isaías 65:6,7; Mateus 12:36-37).

  • A norma do juízo. A norma suprema é a Santa Lei de Deus, os Dez Mandamentos (Romanos 7:7; Tiago 2:12; Eclesiastes 12:13, 14). Também seremos julgados de acordo com os ensinos e com o evangelho de Jesus (João 12:48; Romanos 2:16).

A REALIDADE DO JUÍZO

O profeta Daniel viu o dramático momento do início do juízo (Daniel 7:9, 10).

Diversas autoridades religiosas referem-se a esse momento. ?E cada um terá de prestar contas da sua própria vida perante o tribunal de Deus, de acordo com a escolha que tenha feito de fazer o bem ou o mal? (Documentos do Concílio de Vaticano II, pág. 209).

?Jesus voltará ao mundo no fim dos tempos, para exercer o Seu poder de juiz soberano. Este juízo chamado público, universal, último, é necessário para justificar a Divina Providência, glorificar Jesus Cristo, alegrar os justos, e confundir os ímpios? (Hillaire, A Religião Demonstrada, pág. 500).

O ADVOGADO DE DEFESA

O Senhor Jesus desempenha um papel importante no juízo. O Pai encomendou-Lhe a tarefa específica de julgar (João 5:22; João 5:27; Actos 10:42). ?Deus, para glorificar a humanidade do Seu divino Filho, confiou-Lhe o juízo dos homens. Todos devemos comparecer perante o tribunal de Cristo? (Hillaire, A Religião Demonstrada, pág. 508).

No entanto, a tarefa mais significativa de Jesus é a de advogado e intercessor. Daniel relata que estando o juízo em acção, o nosso Senhor Jesus Cristo apresenta-Se e é levado perante o Pai (Daniel 7:9, 13). Ali intercede por nós (I Timóteo 2:5; Hebreus 7:25). O pecador deve recorrer confiadamente a Jesus, o seu advogado (Hebreus 4:16). Quando nos arrependemos sinceramente, depois de confessar todos os nossos pecados, Jesus encarrega- Se da nossa causa e actua como advogado eficaz (I João 1:9; 2:1). A segurança para o juízo consiste em apartar-se completamente do pecado (Ezequiel 18:20-22; Ezequiel 18:27). Em breve Jesus virá e pagará a cada um de acordo com as suas obras (Mateus 16:27). Mas não haverá nenhum problema com aqueles que se mantiveram fiéis e firmes até ao fim (Apocalipse 2:10; 3:5). Crendo em Jesus, andando na Sua luz e confiando plenamente n?Ele, podemos ter a certeza absoluta de que vamos obter uma sentença favorável no juízo (I João 1:7; João 5:24).

O Meu Compromisso Pessoal

Aceito Jesus como meu advogado. Desejo guardar os Mandamentos.

O que devo fazer?

1. Ter fé em Jesus (João 5:24)

2. Guardar os Seus mandamentos (Eclesiastes 12:13)