A Fé de Jesus Espiritualidade

A sociedade contemporânea apresenta-nos hoje inúmeros desafios. O maior talvez seja a ideia de que é possível viver sem Deus. Embora nos pareça que muitas pessoas rejeitaram definitivamente Deus, reconhecemos igualmente que uma boa parte se sente perdida, à procura de algo novo, mais elevado e nobre, que consiga dar um sentido e um rumo certo à sua vida. No meio das complexidades, tragédias, alegrias e tristezas, ecoa por todo o lado um mesmo clamor ansioso: quero ser feliz, quero realizar-me, quero viver uma vida com sentido! O famoso psicoterapeuta austríaco de origem judaica Viktor Frankl, caracterizava este anseio interior como um vazio ou a Presença ignorada de Deus, que o homem teima em não reconhecer. Não podemos viver sem Deus. Necessitamos urgentemente do Seu amor, do Seu perdão e da Sua misericórdia. Este manual, ?A Fé de Jesus?, é um importante instrumento de trabalho. Com ele podemos descobrir os eternos desígnios de Deus e o maravilhoso Plano da Salvação que Ele, tão ternamente, nos quer revelar. Através de 20 Lições, este guia de estudo apresenta uma visão cristocêntrica da mensagem bíblica e do apelo a todo o ser humano para seguir Jesus. Saiamos da nossa rotina, dos nossos problemas e frustrações e aprendamos a conviver com esse Deus maravilhoso que nos oferece, HOJE, uma paz e uma plenitude de vida que nada nem ninguém conseguiu alguma vez oferecer. Jesus disse: ?Eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.? João 10:10.

Lições

O que a Bíblia ensina acerca da morte

Textos Bíblicos para Estudo

Génesis 1:27 Génesis2:7 Eclesiastes 12:7 João 11:11-13 Eclesiastes 9:5-6 Ezequiel 18:4 Deuteronómio 18:10-11

Complemento ao Estudo

  • A morte é o término total da vida. A morte é um retorno ao pó (Eclesiastes 3:20). Já não se sente alegria nem sofrimento (Eclesiastes 9:5-6). Deixa-se de existir (Salmos 104:29). Terminam os pensamentos (Salmos 146:4). Não se participa mais nas preocupações dos que vivem (Job 14:21; Salmos 6:5).

  • Imortalidade. Só Deus é imortal (I Timóteo 1:17; I Timóteo 6:15-16). O homem é mortal por natureza (Isaías 51:12). A sua carne é mortal (II Coríntios 4:11). A alma também é mortal (Ezequiel 18:4). A imortalidade será concedida depois da ressurreição (I Coríntios 15:52-55).

  • Cristo, esperança de vida. Cristo promete dar a vida eterna (João 10:27,28). Cristo acaba com a morte e traz à luz a vida (II Timóteo 1:10). Jesus tem as chaves do inferno e da morte (Apocalipse 1:18).

A VIDA E A MORTE

?Morrendo o homem, porventura tornará a viver?? (Job 14:14). Esta é a pergunta que mais preocupa o ser humano. Felizmente, Deus no Seu amor deu uma resposta bem clara na Sua Santa Palavra. Explica-nos que a vida é a associação de dois elementos: o pó e o fôlego da vida (espírito) proveniente de Deus (Génesis 2:7). A morte é o processo inverso: o pó regressa à terra e o fôlego da vida, ou princípio vital dado por Deus, regressa a Deus (Eclesiastes 12:7). A causa real da morte é o pecado (Romanos 6:23). O pecado passou para todos os homens e por isso todos têm que morrer (Romanos 5:12).

PARA ONDE VÃO OS MORTOS?

Segundo a Bíblia, os mortos vão para a sepultura, onde ficam a dormir até ao regresso do nosso Senhor Jesus Cristo. A palavra ?inferno? significa simplesmente ?sepultura?, mas não é um lugar de sofrimento eterno. Na Bíblia, o ?purgatório? não é mencionado. Também não diz que os mortos vão para o Céu, pois a recompensa será dada aos justos quando o nosso Senhor Jesus Cristo regressar e tiver lugar a ressurreição.

PODEMOS COMUNICAR COM OS MORTOS?

No seu desespero, muitos familiares procuram estabelecer relações com os seus seres amados mortos. Mas a Bíblia é clara quando ensina que os mortos não sabem nada (Eclesiastes 9:5-6). Portanto, não podem comunicar connosco, nem nós com eles. Devemos relembrar que a primeira mentira de Satanás estava relacionada com este assunto. Deus disse a Adão que se pecasse, ele morreria, mas Satanás disse: ?não morrereis? (Génesis 3:4). Satanás continua a tentar enganar em relação à morte, e está empenhado em manter a sua mentira original. Pode fazê-lo facilmente porque ?se transfigura em anjo de luz? (II Coríntios 11:14). Os demónios também são capazes de se fazerem passar por pessoas mortas (II Coríntios 11:15). Muitos dos fenómenos aparentemente inexplicáveis ou surpreendentes são provocados por ?espíritos de demónios, que fazem prodígios? (Apocalipse 16:14). Por isso somos avisados: ?não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus? (I João 4:1). Deus, na Bíblia, condena terminantemente qualquer prática ocultista ou espírita (Levítico 19:31; Levítico 20:37; Isaías 8:19).

MARAVILHOSA ESPERANÇA

1. A morte é um sono. Assim como depois de um árduo dia de trabalho vem o sono reparador, depois de uma longa vida de trabalhos, Deus concede-nos um merecido sono de descanso (João 11:11-14).

2. Ressurreição. A morte não é o fim de tudo. A despedida do ser querido que parte não é definitiva, é simplesmente um ?até logo?. A Bíblia, em muitos lugares, fala da bendita esperança da ?ressurreição? (Isaías 26:19; I Tessalonicenses 4:16; João 6:40).

3. Transformação. Ao ressuscitar teremos um novo corpo, uma nova mente e uma nova personalidade (I Coríntios 15:42-44; I Coríntios 15:51-56; Filipenses 3:20,-21).

4. Não haverá mais morte. Tal como sucederá com todas as outras desgraças produzidas pelo pecado, Deus eliminará a morte para sempre. Quando nos reunirmos com os nossos entes queridos, teremos a plena certeza de que nunca mais se dirá adeus e que nunca mais haverá separação (Isaías 25:8; Lucas 20:36).

Esta maravilhosa esperança deve fortalecer a nossa fé nas firmes promessas de Deus. Quando morre um ser querido sentimos a natural tristeza humana, mas o nosso pranto não será de desespero, porque ?o justo até na sua morte tem esperança? (Provérbios 14:32).

O Meu Compromisso Pessoal

Confio nas maravilhosas promessas de Deus. Entrego a minha vida a Jesus para obter a vida eterna.

O que devo fazer?

1. Confortar-me na esperança da ressurreição (I Tessalonicenses 4:13-18)

2. Crer em Jesus (João 11:25)

3. Perseverar até alcançar a imortalidade que Deus me dará (Romanos 2:7)